sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Movimento Você e a Paz


Ailim Cabral
Publicação: 07/11/2014 07:00 Atualização: 07/11/2014 07:16

 (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)

O médium e escritor Divaldo Pereira Franco, 87 anos, desembarcou quarta-feira à noite na cidade para lançar o movimento Você e a Paz. Ontem, na Federação Espírita Brasileira, ele afirmou que Brasília é a sede dos programas que objetivam tornar o país melhor, mas nem sempre essa meta é alcançada. “Muitas vezes, as leis são muito bem elaboradas, mas como dizia Nietzsche (Frederich Wilhelm, filósofo alemão), tudo que o ser humano toca polui. Assim, quando vão ser aplicadas, elas passam por tantas transformações e adaptações que perdem a originalidade e tornam-se instrumento de dupla lâmina, que tanto ajuda quanto perturba”, disse o líder espírita, que aposta no ser humano como instrumento para a construção de um mundo sem violência. “O contágio do bem é maior do que o do mal, assim como o da saúde é mais duradoura do que da doença”.

Com a voz pausada, Divaldo Franco destacou a importância da educação e dos jovens para que haja uma melhora no mundo. Segundo ele, a educação é uma medida profilática e de prevenção da violência e do sofrimento e deve ser permeada com muito amor. “Todo violento é um indivíduo infeliz que foi violentado. Foi uma criança ferida, cujo machucado não cicatrizou. Mas o bem cicatriza todas as feridas e o indivíduo amadurece”, explicou o médium, ao defender atitudes positivas para o enfrentamento das agressões.

Na opinião do escritor, Brasília, como centro das decisões políticas do país, precisa de constantes irradiações de bons pensamentos, “para que o cenário possa melhorar”. Segundo ele, o movimento Você e a Paz, que chega à cidade pela primeira vez, tende a crescer e fará surgir lideranças para o bem. “Esses cidadãos serão chamados à governança porque terão trabalhado na política do bem, aquela que não tem preconceito, não tem lutas pelos interesses mesquinhos, onde não há possibilidade para o suborno”, previu.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.