segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

ESPERANTO COMO LINGUA DE APOIO NA ALEMANHA

ESPERANTO COMO LINGUA DE APOIO NA ALEMANHA

A revista Superinteressante deste mês de novembro, traz uma matéria atraente e inusitada: o Esperanto, a língua auxiliar criada pelo gênio missionário de Lázaro L. Zamenhoff, e que não objetiva substituir nenhuma língua ou idioma pátrio e sim, de ser um idioma de apoio, que facilite o entendimento entre os homens, foi adotada como uma espécie de segunda língua na cidade alemã de Herzberg am Harz, cidade de cerca 15 mil habitantes. Não que toda a população já fale o Esperanto, não. Segundo o próprio prefeito, esperantista, Gerhard Walter, ele acredita que cerca de 500 habitantes se dedicam a falar a língua neutra. Segundo o prefeito, todos os colégios da cidade oferecem o estudo do Esperanto mas poucas pessoas se matriculam nos cursos. Apesar disso, a atitude do prefeito de apoiar o Esperanto tem rendido lucros para o turismo local. Congressos esperantistas tem sido realizado por lá, atraindo cerca de 300 pessoas nos eventos, impulsionando a rede de hospedaria, restaurantes e transportes da cidade. Com pouco investimento financeiro, o prefeito conseguiu criar um diferencial para Herzberg. E a mensagem de fraternidade da língua neutra universal, o Esperanto, ganha manchetes e se propaga entre os alemãs.